BeholderCast 058 – Monge que é monge, chega no voadora!

Bem-vindos aventureiros, desvia dessa flecha ai, pega a garrafa na mesa, quebra na cabeça do guerreiro do seu lado, desvia do goblin atirador de facas e vem com a gente nesse podcast cheio de voadoras e conselhos de como se fazer e não fazer um monge na sua mesa. Seja shaolin, panda ou budista hoje vocês vai querer jogar de monge. Não passe no teste de vontade, espalhe esse podcast de rpg para todos os seus conhecidos e faça a taverna crescer!
Não se esqueça de pedir a sua camiseta oficial da taverna, só restam poucas unidades!

4 Comments

  1. Thalisson C. Torres

    “Uma figura com uma manto negro e capuz fundo adentra a taverna, claramente não querendo revelar seu rosto. Sua postura serena não demonstra hostilidade para ninguém no recinto, apesar disso os olhos se voltam para ele. Ele se se aproxima do Balcão e com a mão esquerda (que o Taverneiro percebe que é vermelha como uma lagosta) deposita umas moedas de cobre, pedindo um pedaço de pão e Água; Ao receber o singelo sustento a figura se retira para o canto mais afastado da Taverna.”

    Ola, Mestre Taverneiro e Mestre Bardo.

    Aqui quem fala é Lón Quan Bihu, Monge Tiefling nível 10 (de um braço só) que Flui como os elementos.

    Excelente Cast meus queridos. A classe em si foi a primeira que eu usei depois que voltei a jogar RPG com a D&D 5e e eu tenho um carinho enorme por ela

    Meu monge mais poderoso é um tiefling que passou por escravidão na infância até um fatídico dia em que seu braço foi cortado e a criança foi descartada numa vala, por sorte um monge andarilho que ali passava o encontrou e o levou para o monastério das 5 estrelas. Não sei se realmente interpreto ele como um monge, mas sempre faço questão de sempre deixa-lo contemplativo, focado em sua meditação e sabedoria para com os demais da mesa (exceto quando isso não é possível, afinal em um combate fica complicado hahahaha)

    Eu utilizo o PDF remaster do monge elemental e sempre tento fazer coisas criativas com os elementos, muito me baseando em Avatar <3 e pô, já fiz escadas na, salvei amigos de cair de alturas enormes com ventanias, andei sobre as águas e a coisa mais foda que fiz (utilizando a reação do D&D 5e e falando com o mestre): Redirecionei relâmpagos que tentavam acertar nosso navio voador.

    Ficou um pouco extenso isso aqui, então me despeço, tome aqui as minhas ultimas peças de cobre, pela musica boa do bardo.

    "A figura faz uma referencia e deixa o recinto, desviando das pessoas como a agua que flui num rio."

    P.S: Meu tiefling não tem o braço direito então ele usa a cauda para substituir, caso tenha surgido a duvida XD

    P.S 1: Aqui o Link do Remaster do Monge: https://drive.google.com/file/d/0B1pdYIcfHauwNDM2My1XeWFYSDA/view

  2. Boa alvorada a todos os Aventureiros e Mestre !

    Venho através deste pergaminho digital, informar os seguintes tópicos !

    (INFO: Meu nome real é Caio de Almeida Maiochi, Nome de jogo ( TODOS MESMO é Energiun), morador de Paulinha com 29 anos, Ultimo ano de Eng. Ambiental. Ultimo trabalho, analises químicas e petroquímicas ! ) (procurando trabalho)

    – Sempre que tem um Ep. Novo, escuto ( em casa, e sempre quando estou jogando no PC ) mas … tenho o Wecast ( para escutar indo p/ SP de carro )

    – parabéns pelo trabalho, tanto na taverna como em editar !
    – parabéns por ajudar com novas ideias !
    – Obrigado por fazer +1 podcast sobre de RPG !
    – Já joguei muito RPG de mesa e digital, o que mais gosto de jogar é o D&D.
    – Música de abertura é genial !!! Clima sem igual de festa e bebedeira !

    -(Uma “pequena” historinha para apresentar o personagem que mais gosto de jogar)-

    Adentra na taverna um homem com roupas comuns e pouco alinhadas, de altura pouco maior que a media dos camponeses locais.

    Falta pouco para o sol estar no meio do céu, a taverna abriu a pouco para receber as pessoas com fome e sede.

    Ele vem caminhando até o balcão, com uma cara normal, porem observa atentamente o ambiente, bem até demais para alguém comum.

    — Olá Sr., Vim para falar com o Dono do estabelecimento … O Sr. Paulo, um amigo me recomendou está taverna, gostaria de negociar meus trabalhos … poderia chama-lo ?

    Agora mais perto e não mais contra o sol que entra pela porta, pode se ver que o homem tem o cabelo verde escuro e olhos estranhamente diferentes, com um brilho forte e um castanho que mescla verde.

    — Sim, devo dizer que quem o procura ?

    Com um pequeníssimo sorriso e olhando fixo para onde estão os barris de bebida ele diz:

    — Diga que é Energiun, um carpinteiro que mora entre a floresta e a trilha.

    Pouco tempo depois, chega o MESTRE cervejeiro e DONO da taverna o Sr. Paulo, Vem limpando as mãos e com um sorriso amigável no rosto, como todo bom e receptivo dono de ótimas tavernas.

    — A que devo esta visita Sr. Energiun ? Gostaria de ir a outra sala para falar de negócios em particular ?

    Prontamente e com um calmo movimento da mão esquerda diz: — Não se faz necessário, serei breve nos assuntos burocráticos … e … pode me chamar apenas por Energiun, sem formalidades Elficas, HE HE, somos humanos.

    — Gostaria de ser o fornecedor de moveis para seu estabelecimento ! Como cadeiras mesas e prateleiras, entre outros ! … E sem pedir moedas como pagamento, mas sim, como uma troca de produto !

    O Sr. Paulo como alguém já experiente e observador vê que o homem fala a verdade, não quer zombar da sua pessoa, e sim que tem um profundo apreço pelo seu trabalho. E mais, sabe claramente que este homem tem muita energia no corpo, pode ser um feiticeiro … e pelo olha quem sabe até um filho de dragão.

    Antes de Paulo poder responder Energiun diz: — Tome o tempo que quiser para pensar. Por hora gostaria apenas de beber a sua cerveja ( Feita de trigo com a cor palha e meio turva ) e irei esperar pelo pernil de beholder ( Suculento pernil de javali, temperado com muitas ervas, molho de mel com laranja, cozido e defumado no bafo com lenhas de carvalho ), gostaria da peça inteira.

    Já retirando a mão de dentro do colete, com sua bolsa de moedas, pega 8 moedas de prata e deixa no balcão como pagamento.

    — Certo Energiun, vou avaliar a sua proposta, obrigado por preferir nossa Taverna do Beholder Cego. E assim que sair o pernil irei levar a sua mesa e a cerveja já vai !

    Ambos com o rosto mais feliz vão para seus lugares, Energiun puxa uma cadeira e senta-se em uma mesa no canto, ele não gosta de ficar no meio do caminho, não por ser tímido, apenas porque é um simples observador; e fica acendendo a vela da mesa com a mão direita em chamas e apagando a mesma com a esquerda. Já Paulo volta ao local da taverna para continuar a fazer seu melhor para os aventureiros, viajantes, cidadãos, transeuntes e todos que querem entrar e ter o melhor que ele pode fazer !

    Só isso ! escrevo mais depois !
    Até o prox cast.
    Estou com muito tempo livre. Se quiserem ajuda, ( sem ser $$ ) mandem e-mail !

    PARA FICAR MAIS CLARO: Energiun; Feiticeiro; linhagem draconica; Nivel1; Carpinteiro.
    MAGIAS: Consertar, Moldar Madeira; Mãos Flamejantes ( usa para refinar seus moveis )

    Abraços a todos !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *