BeholderCast 42 – Goblinóides

Bem-vindos aventureiros, hoje é dia dos inimigos, hoje vamos falar da gentalha, goblins, hobgoblins e bugbears, ou seja, um cast repleto de dicas para mestres e conselhos para jogadores enfrentarem essas pestes que podem se transformar em verdadeiros problemas épicos.
Preparem-se para conhecer um pouco sobre o cenário brasileiro Tormenta, onde falamos sobre Thwor Ironfist, um Bugbear que conquistou e juntou as várias tribos e facções dos goblinóides criando uma verdadeira aliança negra que varreu a lendária cidade élfica de Lenórienn.
Então pegue sua caneca, morda um bom naco de carne e vem junto com a gente nesse alistamento entre nossos inimigos. E não se esqueça de curtir, compartilhar, divulgar e avaliar nosso cast em todos os locais possíveis!!

Já foi considerado um Elfo – Paladino, hoje está mais para Meio Elfo – Bardo. Ama gastar a sola do tênis andando com os 4 filhos caninos e se pudesse viveria ao norte do Equador.

2 Replies to “BeholderCast 42 – Goblinóides”

  1. Ola queridos Goblinoides taverneiro e Bardo.

    Passando aqui pra dizer que GOBLIN SE MATA PO!!! XD

    Agora falando serio, a raça em si é muito boa (os Hobs e o Bugs eu não gosto tanto) futuramente pretendo jogar com ela se eu puder, principalmente por causa do Goblin mais foda que eu conheço, O Styx; Não vou me ater muito na descrição dele por que estou aqui recomendando os 3 jogos onde este ser verde é protagonista, então segue ae (também deixo o link da wikia pra quem quiser ler):

    Of Orcs and Men
    Styx: Master of Shadows
    Styx: Shards of Darkness
    http://oforcsandmen.wikia.com/wiki/Styx

    O ultimo saiu recentemente e os 3 são multiplataformas, recomendo fortemente.

    Fora estes jogos fantásticos eu deixo aqui também um link para leitura de um mangá onde os goblins tem foco como principal vilão… ele é pesado mas é uma fantasia muito boa:

    Goblin Slayer (http://mangafox.me/manga/goblin_slayer/)

    Esse aqui ficou grande assim como meu contentamento com o episodio; Obrigado pelo trabalho e cuidado com os verdinhos, Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *