BeholderCast 98 – Clérigos e Deuses Parte 2

Bem-vindos aventureiros a mais um BeholderCast recheado de informações para deixar a sua mesa mais top! Hoje, bardo e taverneiro continuam o papo animado com Rafael Pinho e Shin sobre Clérigos e Deuses. Tudo para esclarecer e aumentar os seus conhecimentos sobre essa classe que é muito mais do que apenas um band-aid ambulante. Então pegue sua maça e seu escudo, arme-se com azagaias de Talos e prepare-se para derrubar a fúria da tempestade sob a cabeça dos nossos inimigos!

Se você não ouviu a parte 01 sobre Deuses, ouça agora!

BeholderCast97 – Clérigos e Deuses Parte 1

Se interessou pela triologia de Dragonlance? pode comprar pelo nosso link e ajudar a taverna:

 

Conheça a Printa 3d e faça seu orçamento com a #beholdercego e ganhe um descontão!

Responda nossa pesquisa e ajude a taverna: CLIQUE AQUI

Gostou do cast e usou nossas dicas de como construir um Clérigo ainda mais robado? Conte pra gente direto no nosso e-mail: contato@beholdercego.com


A taverna ainda possui alguns números de camisetas a venda então se você usa G ou P, não perca sua chance e peça agora mesmo a sua camiseta Dwarf no Barril uma verdadeira armadura para se usar no dia – a – dia, não perca a sua chance!

Essa camiseta de enorme qualidade dá ao portador +3 em carisma, vantagens no teste de blefar, atuação e intimidação. Você pode pedir agora mesmo pelo e-mail: contato@beholdercego.com – Nós enviamos para todo o Brasil.

Camiseta Dwarf no Barril

Assine nosso feed: http://podcast.beholdercego.com/feed/podcast

Não deixe de compartilhar para todos os seus amigos e jogadores. Monte sua mesa e mande fotos e contos contando um pouco da sua aventura para a taverna!

Fale com a gente pelo e-mail: contato@beholdercego.com

Nas redes sociais somos @obeholdercego no Twitter e Instagram e no Facebook participe do Grupo da Taverna.

Não esqueça de ajudar a taverna divulgando nosso podcast e avaliando positivamente na ITunes.

Seja um padrinho da taverna e nos ajude a continuar crescendo em https://www.padrim.com.br/obeholdercego

Obrigada Padrinhos!

Muito obrigada aos nossos queridos padrinhos que contribuíram e estão ajudando a Taverna a crescer!
  • Olavo Montenegro de Souza
  • Matheus Belo
  • Almir Rodrigues
  • Emilia Yamamoto
  • Amarilio
  • Thiago Gomes de Miranda
  • Alderico Dias Soares Junior
  • Giovani Vicente
  • Thalisson C. Torres
  • Marcone Ellis Brant Chamone
  • Rodrigo Ambrosio Fock
  • Wesley Lube D. Neves
  • Pedro Henrique Rosa
  • Fernando Monteiro
  • Alexandre Takaoka
  • Claudio Klein
  • Bruno Gregório
  • André Dorte dos Santos
  • Pedro Rossini
  • Yuri Travalin
  • Erik Luiz Grentesk
  • Bruno Pelisson Marques
  • Douglas Jackson Almeida Silva
  • THIAGO EMILIO MARQUES MACHADO
  • Anderson Souza
  • Andressa Busetti Martins
  • Carlos Augusto Francisco Martins
  • Luiz Felipe Braga da Silva

Se você gostou desse cast você vai curtir ouvir sobre Druidas

BeholderCast 95 – Druidas!

Já foi considerado um Elfo – Paladino, hoje está mais para Meio Elfo – Bardo. Ama gastar a sola do tênis andando com os 4 filhos caninos e se pudesse viveria ao norte do Equador.

9 Replies to “BeholderCast 98 – Clérigos e Deuses Parte 2”

  1. Eu fiquei pensando na ira desse “deus da culinária” e me lembrei do nostálgico Warcraft III temos a disseminação da praga undead por grãos infectados. Então agora pensem esse deus da culinária irado com uma civilização que cultua a fartura em excesso e o desperdício (algo como os banquetes romanos) e decide punir aquele povo com uma praga que infecta toda a comida e tal flagelo tem como maldição que os infectados só vão se saciar com a carne de seus semelhantes (Buuum ZUMBIS). Ótimo programa e que venham mais.

  2. Poxa galera, façam uma parte 3 sim, eu estou desenvolvendo as divindades do meu mundo e esses dois podcasts foram bem uteis e me deram muitas ideias!

  3. A Arma favorita do deus da Culinária é uma colher de Pau gigante, que é usada como uma Clava! hahahahaah
    Gostei demais do desenvolvimento dessa divindade, bora para parte 3!

  4. Boa noite senhores,
    Entra na taverna um gnomo de cabelos e barba ruiva, vestindo roupas de um burguês que vive bem sem muito luxo. Coloca uma moeda de ouro na mesa.
    -Uma de sua melhor cerveja. Meu nome é Luminus sou um mago level 6 já com seus caminhos iniciados e minha maior missão é mostrar ao mundo que a necromancia é algo neutra, apenas uma ferramenta. Apesar da maioria dos necromantes a usam para o mal…
    Dá um grande gole na cerveja.
    -Vim aqui para falar com os dois conhecedores de mundos e deus, os famosos, Paulo, o Taverneiro e Biel, o Bardo. Ando pesquisando sobre mundos paralelos e soube de um local em que uma espécie de magia quase extinguiu a vida de lá. Isso mesmo, falo de Dark Sun. Sei que vocês já ouviram falar desse local. Peço gentilmente que possam fazer uma conversa descontraída sobre isso, ou como chamam por essas bandas, fazer um cast sobre. Ficaria muito feliz e até pagaria algumas moedas de ouro por isso, apesar de não ter muito, não tenho do que reclamar.
    Com mais um gole
    -E só para deixar claro, sou seguidor da deusa Wee Jass, deusa da morte somos contra aqueles que enganam a morte, os Lichs, mas não somos contra o uso de mortos-vivos, afinal, são só corpos sem alma.
    Com sorriso de orelha a orelha continuo.
    -Espero que possam atender meu pedido, e que Wee Jas os protejam e que o dia de sua morte venha na velhice e na paz.
    Saio da taverna deixando duas moedas de ouro pela gratidão

  5. Mano adorei esse podcast, é a primeira vez que ouço algo sobre RPGs de mesa (descobri por um acaso por meio de um app que disponibiliza rádios & Podcast) acho super interessante os universos de fantasia, mas vocês abriram minha mente feito um bigbang.
    Parabéns e Obrigado por me mostrar esse mundo novo.

  6. Entra na taverna um ser de tamanho grande, cerca de 2m de altura, vestido com um capuz composto escura que o cobria completamente, mas era fácil ver que das mangas saíam mãos de fera, com garras, e um pouco de escamas reluzentes azuis, mas isto era apenas visível àqueles que prestassem muita atenção nele.

    Com um aceno de mãos ele chama o Taverneiro, pede um hidromel e uma porção do famoso porquinho; E assim que ele traz o alimento e a bebida, entrega um pedaço de papel. Nele está escrito…:

    “Olá Taverneiro, Olá Bardo. Aqui é Jorge Augusto, player deste ser à sua frente, Drakken Ryuu. Ele é um draconato de 25º nível, 12 destes como mago elementalista, 13 destes como monge. Este episódio sobre clérigos e deuses, continuação do anterior estava simplesmente sensacional. Eu mesmo nunca fiz um personagem clérigo, nunca fui muito de criar personagens de suporte, eu sempre era daqueles que fazia personagens destroyers, mas eu ando fazendo alguns personagens diferentes, então quem sabe nas próximas mesas?

    Um clérigo maligno seria um vilão muito encardido para os players, porque ele poderia curar a si mesmo durante a batalha, daria pra fazer algo muito épico, principalmente se o clérigo em questão fosse ligado ao deus da morte e fosse ele mesmo um morto-vivo.

    Eu veria um clérigo do deus da fartura (o que vocês criaram) utilizando facilmente uma cornucópia, símbolo de Dioniso, deus grego do vinho e das festas. Também vejo utilizando aquele chapéu do Presto, de Caverna do Dragão (Dungeons & Dragons no original)! Não seria no mínimo engraçado ver um clérigo utilizando um chapéu daqueles de mago? Hahahaha

    De resto, o Ryuu vai deixar pra vocês as 15 moedas de ouro de sempre e o bastante para pagar o porquinho e o hidromel dele. Grande abraço e até o próximo comentário.”

    E assim o draconato faz uma mesura ao Taverneiro e ao Bardo, deixa uma sacolinha com as moedas prometidas e deixa a Taverna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *